Associações de carreiras do Estado declaram apoio à Greve Geral de 28/abril

A AEAESP - Associação dos Especialistas Ambientais do Estado de São Paulo, em articulação com as associações que compõem a RACESP - Rede de Associações de Carreiras do Estado de São Paulo, declara, em carta aberta, apoio político e apartidário à greve geral, às paralisações e às manifestações contrárias à reforma da Previdência e demais mudanças na legislação trabalhista!


Para quem estiver em São Paulo, haverá um ato de Greve marcado no Largo da Batata. Informações:

Ato de Greve

Data: 28 de abril de 2017

Horário: a partir das 16h

Local: Largo da Batata

Ponto de Encontro - RACESP: esquina da Av. Faria Lima com a Rua Martim Carrasco!!

São Paulo 26 de abril de 2017.

CARTA ABERTA RACESP

A conta não é dos trabalhadores!

A RACESP, Rede de Associações de Carreiras do Estado de São Paulo, vem a público apoiar a greve geral, as paralisações e as manifestações contrárias à reforma da Previdência, às contrapartidas colocadas na renegociação da dívida dos estados e demais mudanças na legislação trabalhista propostas pelo atual governo, que visam a restrições de direitos dos trabalhadores, muitos deles garantidos pela Constituição Federal.


A RACESP se posiciona contrária aos retrocessos sociais e à perda de direitos trabalhistas e previdenciários e destaca alguns pontos críticos desse processo, tais como: a falta de amplo e profundo debate sobre o conteúdo das propostas de reforma da Constituição Federal com a sociedade, que desconsidera a importância e o impacto das mesmas na vida dos trabalhadores e na sociedade como um todo; a carência de legitimidade da atual conjuntura política brasileira, na qual grande parte dos representantes dos Poderes Legislativo e Executivo está sendo acusada e investigada por crimes de corrupção; e a pressão de alguns setores, que se utilizam do contexto de crise econômica e financeira do país para promover reformas trabalhistas (previdência, terceirização, supressão de direitos de servidores) e redução de investimentos básicos em áreas como saúde, educação, assistência social e demais funções fundamentais do Estado.


Acreditamos que o momento requer a união de toda a classe trabalhadora independentemente do regime jurídico e legal de contratação, pois todos seremos afetados pelas mudanças que estão sendo propostas. É hora de lutar e exigir respeito!


Nós, servidores públicos, defendemos também a valorização das carreiras estatutárias como solução para a promoção de serviços públicos de qualidade à população, apesar da histórica e constante atribuição indevida repassada aos servidores pela baixa eficiência e qualidade dos serviços e o comprometimento das contas públicas dos Estados.


A realidade da imensa maioria dos servidores estaduais é marcada pelo congelamento e pela defasagem salarial acumulada, por planos de carreira descolados da realidade e não cumpridos pelo Estado de São Paulo, que provocam impactos negativos à boa prestação de serviços públicos e incompatíveis com os anseios e expectativas das ruas e da população em geral por serviços públicos de qualidade.


Por entendermos que as atuais reformas apresentam uma série de retrocessos e que as mesmas só podem ser barradas com a solidariedade e intensa mobilização dos trabalhadores, a RACESP reafirma seu apoio às mobilizações, em particular as previstas para o próximo dia 28 de abril, e à luta para garantia dos valores de justiça e dignidade que devem permear as relações de trabalho.


Notícias Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.